Japão finaliza usina de energia solar flutuante mais potente do mundo



Como o Japão é um país que possui pouca extensão territorial e muitos relevos irregulares, ele precisa de soluções para abastecer sua população com energia elétrica. População que, atualmente, é de, aproximadamente, 127 milhões de pessoas.



Uma das soluções para levar energia elétrica para seus habitantes foi o projeto da Kyocera em parceria com a Century Tokyo Leasing. O projeto é uma usina flutuante com a maior potência do mundo, ele teve inicio no ano de 2016 e possui 51 mil painéis flutuantes, que podem abastecer 5 mil residências. Este projeto tem como meta principal diminuir o impacto no meio ambiente, já que as formas comuns para obter energia elétrica trazem muitos prejuízos à natureza.

Esta usina foi construída no Reservatório Yamakura, que fica a 70 quilômetros de Tóquio. Serão mais de 16 mil megawatts-hora anuais que a usina poderá produzir funcionando totalmente e, de acordo com planos do Governo do Japão, a intenção é que 24% de toda a energia produzida no país seja de fontes renováveis, até o ano de 2030. No mês de março deste ano a usina flutuante foi finalizada e, assim, o país já poderá iniciar seus trabalhos, evitando liberar 7411 toneladas de CO2 por ano na atmosfera.