Estado do Paraná utiliza energia solar na sinalização dos portos



O Estado do Paraná, no Brasil, vêm dando mais um exemplo é incentivo para a sustentabilidade no país, com o uso da energia solar nas lanternas das boias de sinalização instaladas nos canais de acesso aos portos do Estado.



Estas luzes são muito importantes para localizar os navios que se aproximam durante a noite, pois as baterias das lâmpadas, que são operadas pela energia solar, se mostram com mais agilidade e pouco impacto ambiental, já que evitam a emissão dos gases de efeito estufa. Atualmente, são o total de 63 boias no canal de navegação do Estado e, todas, com sua própria iluminação, que localiza e orienta as embarcações que deixam ou chegam ao local. Cada uma destas boias também possui um sistema para captar a energia solar e utilizá-la para a iluminação durante a noite.

Mesmo com a exposição ao mar, ao sol e aos outros fatores da natureza, estas boias e lanternas têm um tempo de vida útil longo, sendo de, aproximadamente, cinco anos, pois são muito resistentes. E, segundo a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Appa, a utilização de energia renovável nestas boias reduziu a energia convencional utilizada, trouxe economia e melhorou a sinalização de todo o local. Além da praticidade que elas proporcionam, já que não precisam ser retiradas diariamente para carrega-las de forma convencional, porque com a energia solar, as lanternas necessitam de verificação, apenas, duas vezes por mês.