Energia solar produzida por agricultores indianos podem ajudar distribuidoras



Segundo o órgão de planejamento elétrico, comprar a energia solar que sobra dos agricultores indianos ampliará a receita agrícola e reduzirá a perda de eletricidade das distribuidoras de energia do país, as quais estão decretando falência por tantas dívidas.



 

A ideia de comprar a energia elétrica excedente foi divulgada a pouco tempo e tem como meta permitir a compra da eletricidade que os agricultores produzem através de bombas de água movidas a energia solar. Esta ação diminuirá as perdas das empresas de varejo com transmissão e distribuição de energia elétrica. De acordo com um membro da Autoridade Central de Eletricidade, Pankaj Batra, os prejuízos das distribuidoras diminuirão de 23% para uma média de 12%.

No mês de janeiro foi apresentado um relatório da instituição de pesquisa de políticas Conselho para Energia, Meio Ambiente e Água que informa a existência de 142 mil bombas solares na Índia e, segundo o governo, a intenção é aumentar a quantidade de bombas solares instaladas no país até o ano de 2021. Isso porque estas bombas podem tornar o acesso à irrigação melhor, além de melhorar as bombas que são movidas a diesel ou eletricidade. Na Índia, são, aproximadamente, 800 milhões de pessoas que vivem da agricultura, porém, nem metade desta quantidade possui acesso à irrigação em suas terras.