Em Garanhuns está em teste um semáforo movido à energia solar



Na cidade de Garanhuns, localizada no Estado de Pernambuco, está em teste um semáforo que funciona pela energia solar, captando a radiação e convertendo o calor em energia elétrica. A responsável por este projeto, a Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT), irá estudar o equipamento e verificar se será vantajoso implantar mais destes semáforos na cidade.



A vida útil das placas fotovoltaicas instaladas no equipamento chega a 25 anos e a bateria pode funcionar até 15 anos, conforme informação da AMSTT. Pela vida útil longa, a manutenção dos equipamentos e a durabilidade trarão muita economia. Outra vantagem que faz com que o semáforo estrague menos são as placas com tensão única e sem oscilação.

Este semáforo está localizado no cruzamento entre as avenidas Getúlio Vargas e Rui Barbosa, no bairro Heliópolis. Sendo que outras cidades grandes no Brasil e outros países já possuem esta tecnologia que traz mais sustentabilidade para o mundo. E, caso aprovem o equipamento em Garanhuns, o objetivo é levar estes semáforos para vários outros municípios do país.

A instalação destes equipamentos em diferentes cruzamentos custa, em média, quinze mil reais. Quanto aos testes em Garanhuns, o material foi oferecido pela empresa de manutenção dos semáforos, portanto, não houve custos para a prefeitura. Estes testes terão duração de 60 a 90 dias. Mesmo ainda em teste, já estão sendo feitos estudos para melhorar este equipamento, como disponibilizar botões que melhorem a acessibilidade das pessoas que possuem alguma deficiência visual ou auditiva, por exemplo.